8.6.17

Opinião: Enfrentando o preconceito

Bruna Xavier by Fabio Gomes
- Rondonópolis, MT, agosto/2016

Por 17 anos vivi em uma sociedade preconceituosa onde vi e ouvi coisas que jamais imaginei, durante esses anos tive um sonho e fui em busca dele, jamais desisti. 

Hoje vi um post que me fez refletir. A moça dizia: "Atualmente os concursos de beleza são totalmente errados, as meninas passam maquiagem para tapar as tatuagens, mas podem se exibir na passarela com silicone no seios, dentes de porcelana, mega hair e tudo mais, quero ver desfilar de cara limpa!".

Um filme passou pela minha cabeça; sei que a forma de algumas pessoas ver isso foi crítica, mas o que a moça disse não passou de realidade. Desde os meus 8 anos de idade desfilei e concorri em concurso de beleza. Se fui alvo de bullying? Ah sem dúvidas, desde pequena ouvia:

- Você tem que colocar silicone, seus seios são pequenos, ah! e tem que emagrecer para ser miss e ter os dentes perfeitos!

Se já fui criticada? A maioria do tempo, mas críticas só servem para me deixar forte.

O problema é que a sociedade adquiriu um padrão: ser magra, alta, ter o sorriso perfeito, ter silicone e, o principal, dinheiro e uma vida social com políticos onde os mesmos só querem aparecer na mídia e dizer que as coisas vão melhorar.

Para que tudo isso afinal? Cadê os organizadores que ajudam as candidatas a serem como elas são mas dentro das regras da sociedade (etiqueta, como se comportar etc)? Cadê as agências que não orientam as meninas em relação à alimentação, assim evitando qualquer tipo de doença, principalmente a anorexia? Cadê as críticas que fazem as candidatas melhorarem e não desanimá-las?

Que mundo estamos, onde ser negra ou indígena é um problema? Durante anos só loiras eram misses e quando finalmente a mulher negra começa a ser valorizada, a pessoa da mesma raça ou etnia diz ser ''modinha"?

Cadê o glamour, a classe, o respeito, o fim das indiferenças? Nós mulheres, misses, pessoas que temos esse sonho, merecemos ser e vencer todo o preconceito, bulliyng, machismo, que por mais que não queiramos enxergar, vem de nós mesmos com pequenas atitudes.

Por fim, querem dignidade, respeito no mundo miss? Seja tudo o que eles querem que você seja ou faça a diferença por si mesma e mostre ao mundo que você é capaz e o quanto eles estão errados por não acreditarem na sua capacidade!

Bruna Xavier, 17 anos,
modelo e miss


Nenhum comentário: